3 de ago de 2008

Pattie Boyd

Incrível como algumas pessoas colaboram para a arte sem serem artistas. Pattie Boyd colaborou para a música de uma forma estrondosa. O que ela fez? Casou. Primeiro com George Harrison(Beatles) e depois com Eric Clapton. Mas existe mais nessa história.
George e Eric eram amigos. Freqüentavam muito a casa do outro. Harrison até colocou nosso Slowhand pra gravar While my Guitar Gently Weeps, no álbum branco dos Beatles. Harrison Conheceu Pattie Boyd na gravação do filme A Hard Day's Night(1964), e de cara já disse: Quer casar comigo? Bem, casaram. Harrison compôs pra ela clássicos como Something(música que até Frank Sinatra regravou. A segunda música mais regravada da história, só perdendo pra Yesterday, dos Beatles também) e What Is Life, gravada apenas na sua carreira solo. Enquanto isso, Eric Clapton estava com a irmã mais velha dela, Paula. Mas God se apaixonou por Pattie também. Compôs então para ela Layla, seu maior sucesso comercial, enquanto ainda casada com George. Embora ele tenha dito que a música era pra Paula, a história não colou. Paula terminou com ele e George cortou relações. A música parece que seduziu a moça, que deixou Harrison e se casou com Clapton. Aposto que se isso fosse hoje em dia, Harrison teria pichado em algum muro: Clapton is Fura-Zóio (George ainda pode rir que anos antes, Mick Jagger (Rolling Stones) furou os glóbulos oculares de Clapton também). Anos mais tarde a moça ainda ganha Wonderfull to Night de Clapton.
Então, a tal mulher nunca compôs uma música(até onde eu sei), mas foi responsável por Something - uma das melhores da história dos Beatles, What is Life, Layla - o maior sucesso comercial de Clapton, e Wonderfull to Night - um outro enorme sucesso de Clapton. É, olhos furados a parte, o mundo tem muito a agradecer a ela.



Baixe:
The Beatles - Something
Eric Clapton - Layla
Eric Clapton - Wonderfull to Night


¹ História completa: Quem matou a tangerina? ou a história contada por ela mesma (obrigado DBLOG).
² Segundo Bel, nos comentários: Na verdade, o que Paula fez foi apenas... parar de conviver com ele. A relação dos dois estava deteriorada demais pra ser pensada como algo afetivo como um namoro... E o Clapton admitiu para George sua paixão. George apenas disse algo num tom de desdém, mas os dois continuaram amigos. Claro que não deve ter continuado a mesma coisa, mas num foi assim tão radical também, como cortar relações. E no cd que tem Layla, que ele gravou com Derek and the Dominoes, foi todo feito com pensamentos dele acerca dessa nova situação que ele vivia. Outra música que é claramente dedicada à Pattie é "Bell Bottom Blues", que ele escreveu durante uma turnê, pensando no par de calças jeans que ela o pedira pra trazer... aiushiueh. E ele tocou o cd todo pra ela assim que saiu, e não, não colou nada. E ele se arrependeu amargamente depois. o cd chama inclusive "Layla and another love songs", ou algo parecido. E acho que, se num me engano, deve ter sido o primeiro e último do Derek.
Obrigado, Bel.

3 comentários:

Bel disse...

"Paula terminou com ele e George cortou relações. A música parece que seduziu a moça, que deixou Harrison e se casou com Clapton."

Você leu a bio dele? Na verdade, o que Paula fez foi apenas... parar de conviver com ele. A relação dos dois estava deteriorada demais pra ser pensada como algo afetivo como um namoro... E o Clapton admitiu para George sua paixão. George apenas disse algo num tom de desdém, mas os dois continuaram amigos. Claro que não deve ter continuado a mesma coisa, mas num foi assim tão radical também, como cortar relações. E no cd que tem Layla, que ele gravou com Derek and the Dominoes, foi todo feito com pensamentos dele acerca dessa nova situação que ele vivia. Outra música que é claramente dedicada à Pattie é "Bell Bottom Blues", que ele escreveu durante uma turnê, pensando no par de calças jeans que ela o pedira pra trazer... aiushiueh. E ele tocou o cd todo pra ela assim que saiu, e não, não colou nada. E ele se arrependeu amargamente depois.

Bel disse...

Ah, o cd chama inclusive "Layla and another love songs", ou algo parecido. E acho que, se num me engano, deve ter sido o primeiro e último do Derek.

DBLOG disse...

Pra quem quiser mais sobre a história desse triângulo amoroso recomendo este texto, onde a própia Pattie conta toda a história.

http://whiplash.net/materias/biografias/068366-ericclapton.html